Importação: Apesar dos desafios, você tem caminhos para facilitar o processo e garantir o cumprimento da legislação.
 
 
 

Novidades



 
 
14/12/2015

Importação: Apesar dos desafios, você tem caminhos para facilitar o processo e garantir o cumprimento da legislação.




Talvez a importação ainda seja um grande desafio para o empreendedor brasileiro.

Muitas vezes as taxas e os processos complexos são a principal barreira que se coloca em relação a esse tipo de atividade.

Apesar disso, as importações têm papel fundamental no crescimento e diversificação dos mais variados setores da economia, e pode ser um caminho fundamental para uma empresa se manter mais competitiva no mercado.

Então, antes de desanimar, você precisa entender como funciona esse tipo de operação, os reais custos, cuidados que você precisa ter e quais opções podem ser mais vantajosas para o seu negócio.

A seguir, passaremos por alguns pontos básicos que você deve conhecer caso pretenda importar, como os tributos que precisará pagar e formas de importação.


Taxas de Importação

  • IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados);
  • ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços);
  • PIS – Importação;
  • COFINS – Importação;
  • ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza) – calculado sobre a importação de serviços provenientes do exterior do país;
  • IOF – Imposto sobre Operações de Câmbio – incide sobre a compra de moeda estrangeira, na liquidação da operação de câmbio para pagamento da importação de serviços.

Além desses, você precisa considerar, também outras taxas, como o Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRMM), bem como as tarifas aduaneiras.

É importante saber que a Receita Federal é responsável pelo controle e fiscalização aduaneira das remessas expressas internacionais, e será a empresa que vai se responsabilizar por todas as informações sobre o transporte, chegada e posição de liberação das remessas expressas internacionais.


Processos de Importação

Nós sabemos o quanto pode ser trabalhoso o processo de importação, e que vai muito além do controle documental. Não é mesmo?

Gerenciar uma importação é uma tarefa difícil, pois além de acompanhar seu estoque, é preciso monitorar seus pedidos, emitir NFs de importação, acompanhar suas metas de vendas e comissões.

Além disso, seu financeiro e fiscal precisam trabalhar de maneira integrada para garantir um controle total da operação.

Segundo a legislação brasileira, todos os custos relacionados a importação de mercadorias, matérias-prima e produtos devem compor o valor dos materiais no estoque da empresa.

Com base na escassez do tempo de nossos clientes para lidar com esse tipo de situação, nós desenvolvemos o serviço Impor Cost Split para facilitar a vida das empresas que fazem processos de importação.

Ainda não conhece nossa ferramenta de gestão de importação? Saiba mais, clicando aqui.

Essa ferramenta facilita na automatização dos processos, garantindo o cumprimento da legislação e efetivando o lançamento dos custos para os materiais.


Continua confuso?

Este é um terreno arenoso mesmo, mas se você buscar toda a ajuda e informação antes de dar qualquer passo, a gestão e controle da importação ficará bem mais simples do que se pensa.

Controle sua operação de modo integrado garantindo um nível de qualidade elevado e aumentando a retenção de seus clientes.

Entre em contato com a Intragroup que você encontra detalhes sobre como a ferramenta pode te ajudar!

>>> Comece agora a usar a ferramenta.

Antes de tomar qualquer decisão, pense sobre suas alternativas e investigue possibilidades. A importação pode ser uma ótima saída – mesmo com as altas taxas ou não -, e somente avaliando todo o cenário da sua operação você poderá tomar essa decisão.




Voltar
 
 

 
 
Rua Alcides Ricardini Neves, 12 – CJ. 1107/1108
São Paulo - SP
CEP: 04575-050

Telefone:
+55(11)5180-6767




Cadastre-se e receba novidades da Intragroup.



Novidades

12/04/2021
Entenda a nova vigência das Notas Técnicas NFe e saiba como manter a legalidade de acordo com a SEFAZ!