​9 dicas para crescer e manter sua empresa em tempos de crise
 
 
 

Novidades



 
 
21/12/2015

​9 dicas para crescer e manter sua empresa em tempos de crise




Ser empreendedor, ter uma empresa, ter sua independência financeira e ver sua empresa crescer é o sonho de todo mundo, não é mesmo?

Porém, esse sonho não é tão simples.

Pesquisa realizada pelo SEBRAE indica que 25% das empresas fecham as portas antes de completar um ano de atividade. Administrar uma empresa não é tarefa fácil e, em tempos de crise, essa tarefa se torna mais difícil.

Mas, tem soluções. E soluções bem simples!

Na época que estamos vivendo, é muito comum os gestores dizerem que “não estão indo bem por causa da crise” ou porque a “economia não está ajudando”.

O fato é que se você analisar, mesmo em mercados recessivos, muitas empresas ainda conseguem crescer. Mas por que? Qual é o diferencial delas? Por que elas não estão culpando a crise?

A resposta está na preparação que elas tiveram antes de a crise acontecer.

Ou seja, deve-se criar um planejamento estratégico de gestão financeira, que inclui a gestão de crise, antes mesmo de ela efetivamente acontecer na empresa e evitar que os problemas de agravem.

E é aí que entram nossas dicas sobre como não só se manter, mas ficar mais ativo nesse tempo de crise atual. Vamos lá:

dicas para crescer e se manter na crise


1) Preze pela eficiência na comunicação

Certo é que cada organização tem uma cadeia própria de comando, mas já que em uma crise as regras podem mudar da água para o vinho, a pior coisa a fazer é permitir que os erros operacionais interfiram ainda mais em sua tesouraria. Assim, é essencial tanto emitir bons feedbacks como ouvir as ideias de seus colaboradores, a fim de otimizar os processos e evitar retrabalhos ou perda de tempo na hora de cumprir as rotinas.


2) Defina um programa de redução de custos

Antes que o dinheiro fique drasticamente mais curto para sua empresa, para se manter e ficar ativo nesse tempo de crise vale analisar as despesas que podem ser cortadas — ou por serem pouco necessárias ou por serem excessivas. Mas antes de pensar em reduzir seu pessoal e encolher salários, pode ser interessante passar seu controle financeiro e sua gestão de estoques, por exemplo, para um sistema na nuvem, reduzindo dessa forma o consumo de impressões. Lembre-se de que qualquer corte, por menor que seja, é válido. Então trate de pensar sobre as possibilidades.


3) Tenha capital de giro

Em torno de 46% das empresas que fecharam as portas não sabiam o capital de giro. Recomenda-se saber qual o capital de giro de sua empresa. Para isso, antes mesmo da abertura da empresa, um planejamento orçamentário se torna necessário, para que, em épocas de crise, esse capital seja suficiente para se manter ativo até a economia voltar a crescer.


4) Tenha controle de seu estoque

Saber o quanto e o que se compra é uma tarefa das mais importantes dentro da empresa. Se você conhece seu estoque, então sabe qual a mercadoria que mais gira, e qual menos gira, com isso sabe qual mercadoria comprar mais e qual comprar menos.


5) Prazo para pagamentos de compras

Sabendo qual produto gira mais e qual gira menos, é ora de procurar os fornecedores não somente com os melhores preços, mas também com os melhores prazos. Geralmente uma negociação com os fornecedores pode levar a empresa ganhar mais tempo para pagamento de suas compras. Um produto que gira menos deve se ter maior prazo para pagamento do que um produto que gira mais.


6) Prazo para recebimento de vendas

O prazo para receber suas vendas deve ser sempre menor ao que você paga seus fornecedores. Se você paga seus fornecedores em torno de 60 dias, é recomendável que você receba suas vendas em até 30 dias.


7) Utilize a contabilidade

O contador pode ser importante para que, através da contabilidade, faça uma análise no balanço da empresa, e possa identificar quais pontos da empresa merecem atenção para melhorar e quais devem.


8) Invista em tecnologia como forma gerencial

Para se manter e ficar ativo nesse tempo de crise, uma estratégia básica consiste em entender a fundo o que acontece com as finanças da sua empresa. É preciso ter um controle efetivo dos fluxos financeiros, assim como um bom monitoramento do estoque, facilitando os pagamentos dos clientes e quitando as obrigações em dia. Ter um sistema operacional que você tenha controle de todas as operações da empresa, é importante para que você possa gerir melhor os resultados, além de ter conhecimento de seus custos, perdas, vendas e a margem de lucro.


9) Mantenha uma atitude positiva

Assim como não se pode garantir que o êxito nos negócios seja permanente, é viável confiar que nenhuma crise será interminável. Por isso, é extremamente importante não perder a fé em si mesmo ou no potencial de sua equipe para superar os momentos ruins. Já que a economia sempre foi cíclica, o ciclo atual deve se transformar em breve. Então mantenha a motivação para continuar na ativa, firme e forte, mesmo com as dificuldades financeiras do momento. Acredite: não existem obstáculos intransponíveis para o sucesso.


Simples, não? Tudo é questão de planejamento e acompanhamento de uma boa gestão.

Bons empresários devem procurar manter a todo custo sua credibilidade em momentos críticos, quitando as obrigações no prazo certo com os credores e fornecedores, mesmo que para isso seja preciso renegociar.

Seguindo essas dicas, o gerenciamento da crise certamente ficará muito mais simples e leve, fazendo com que sua empresa se erga desse cenário nada ideal ainda mais fortalecida!

Ainda com duvidas?

Entre em contato com nossos consultores da Intragroup, tire suas dúvidas e veja como podemos ajudar a sua empresa superar a crise e continuar crescendo!




Voltar
 
 

 
 
Rua Alcides Ricardini Neves, 12 – CJ. 1107/1108
São Paulo - SP
CEP: 04575-050

Telefone:
+55(11)5180-6767




Cadastre-se e receba novidades da Intragroup.



Novidades

12/04/2021
Entenda a nova vigência das Notas Técnicas NFe e saiba como manter a legalidade de acordo com a SEFAZ!