3 principais erros no controle de estoque que você deve evitar
 
 
 

Novidades



 
 
26/07/2016

3 principais erros no controle de estoque que você deve evitar




Para qualquer negócio que trabalhe com produtos, uma boa gestão de estoque é o ponto-chave para o sucesso.

Um controle eficiente aumenta seu capital de giro, auxilia o setor de Logística e dá suporte aos setores de Compras e Vendas da sua empresa. Além disso, monitorando bem o seu estoque você não corre o risco de ter prejuízos com mercadorias estagnadas ou deixar de ganhar dinheiro pela falta de produto.

No entanto, é comum que aconteçam problemas na hora de gerenciar os produtos estocados.

Não é possível começar esse post sem antes partir de uma ideia básica: Estoque não é custo, é dinheiro. Deve ser classificado no ativo, ou seja, entre as aplicações feitas pela empresa, não como uma despesa. E o quanto de importância você dá para o controle do dinheiro? Muita, certo? Gerenciar de maneira eficiente o estoque significa otimizar os investimentos. Não é a compra dos produtos em sim, mas a má gestão deles que podem gerar diversas despesas desnecessárias. Podem ser diversos erros de gerenciamento e manutenção de estoques, eles dependem da natureza de cada negócio.

Para ajudá-lo nesse ponto de sua gestão empresarial, listamos as falhas mais comuns. Continue lendo e confira se algum deles acontece na sua empresa.

1- NÃO FAZER O INVENTÁRIO DE ESTOQUE

É muito importante para todo empreendedor saber exatamente o que se tem em que quantidades, e manter o fluxo de estoque atualizado, com as entradas e saídas de produtos.

Isso é o básico para prevenir erros posteriores e começar a ter uma política de gestão de estoque pois assim você saberá o quanto precisa comprar para atender sua demanda, por exemplo.

As mercadorias excedentes são sempre um custo, já que a maioria delas sofrem depreciação com o tempo até se tornarem obsoletas, além do risco de serem danificadas no local de armazenamento.

Nas fases iniciais da empresa, o ideal é que seja realizada uma gerência de acompanhamento para identificar os itens mais procurados. A partir daí, a análise de vendas deve ser acompanhada a cada mês, para saber como está o ritmo do mercado.

2- USAR MEIOS DE GERENCIAMENTO OBSOLETOS E MANUAIS

Até é possível gerenciar movimentos de entrada e saída de mercadorias na ponta do lápis ou em planilhas, no computador. O que acontece na prática, porém, é que no meio das tarefas rotineiras, a administração acaba não dando a atenção necessária para o controle do estoque, procedimento que, se feito manualmente, tomará muito tempo.

Já foi comprovado que ferramentas integradas reduzem as chances de erros e de contabilidade equivocada, além de manter os dados acessíveis e melhoras a gestão de estoque.

Já vimos muitos casos em que os gestores falam “depois eu atualizo”. Isso é um erro muito grande na gestão. Por isso, sendo estoque automatizado e integrado com uma ferramenta de gestão é essencial.

A solução para isso é utilizar as ferramentas de gestão de estoque da Intragroup e mantê-lo sempre atualizado. Hoje, as tecnologias estão cada vez mais acessíveis. Além de gerenciar o estoque, uma ferramenta pode auxiliar nos fluxos de caixa e até na emissão de notas fiscais. Isso facilitará os trabalhos, tornará mais ágil a localização do produto e o próprio inventário do estoque.

3 – NÃO FAZER UM PLANEJAMENTO DE LONGO PRAZO

A ausência de planejamento no estoque gera dois principais problemas: falta e excesso de produtos.

A falta é muito ruim porque causa frustração nas expectativas do cliente, que já estava prestes a fazer uma compra, mas tem que abortar a ideia por falta de produtos em estoque. Quando isso acontece, o cliente buscará o seu concorrente, que caso supra sua necessidade, pode substituir sua empresa na preferência do consumidor.

O excesso de produtos, que representa dinheiro parado e custos de armazenamento extras, por outro lado, é causado principalmente pela presença de itens de baixo giro.

O planejamento de longo prazo deve ser feito a partir do entendimento da sazonalidade das vendas. Alguns produtos são mais vendidos em determinadas épocas do ano, outros são tendências passageiras, outros são perecíveis. Assim, quando você entende como funciona esse ciclo poderá realizar suas compras levando isso em conta, além de analisar o inventário. Dessa maneira evita tanto produtos em excesso como falta de mercadoria.

COMO ESTÁ O GERENCIAMENTO DE ESTOQUE DA SUA EMPRESA?

Sua empresa falha em algum desses itens? Ainda não trabalha com uma ferramenta de gestão ou trabalha com uma ferramenta desatualizada?

Nós da Intragroup trabalhamos com o sistema ERP da SAP e auxiliamos médias e grandes empresas a atingirem seu potencial com uma gestão eficiente do seu negócio controlando estoque, compras, vendas, produção, qualidade, faturamento, contabilidade e muito mais. Envie seus dados que entraremos em contato!

Quer saber mais?
Entre em contato




Voltar
 
 

 
 
Rua Alcides Ricardini Neves, 12 – CJ. 1107/1108
São Paulo - SP
CEP: 04575-050

Telefone:
+55(11)5180-6767




Cadastre-se e receba novidades da Intragroup.



Novidades

12/04/2021
Entenda a nova vigência das Notas Técnicas NFe e saiba como manter a legalidade de acordo com a SEFAZ!